Detectando a possibilidade de exploração infantil com inteligência digital - Cellebrite
Estudo de Caso

Detectando a possibilidade de exploração infantil com inteligência digital

Uma organização sem fins lucrativos da Holanda analisa os dados de fotografiasde uma adolescente em buscade sinais de exploração sexual.

3 principais desafios:

  • Ir além da pesquisa da inteligência de fontes abertas (OSINT, na sigla em inglês) para identificar a inteligência digital que fornece pistas concretas sobre a suspeita de exploração da adolescente
  • Examinar os dados do dispositivo móvel em detalhes e de maneira estruturada para procurar imagens ou conversas exploradoras em mensagens de texto, redes sociais e aplicativos, incluindo Snapchat, Instagram e WhatsApp
  • Identificar possíveis suspeitos com base em suas conversas com a adolescente

Soluções de inteligência digital usadas:

Osinvestigadores da WATCH usaram o UFED 4PC Ultimate para criar uma
cópia forense dos dados do telefone e o UFED Physical Analyzer
para pesquisar palavras-chave nos dados do telefone.