As crianças, teoricamente a maior esperança da humanidade para criar um mundo mais seguro, estão sendo violentadas de formas inimagináveis para os que fazem parte das forças de lei. Aqueles que dedicam sua carreira à investigação desse tipo de crime conhecem bem as estatísticas:
 
  • Foram mais de 8 milhões de denúncias de suspeitas de exploração infantil em todo o mundo, somente em 2016.
  • Cerca de 1 em cada 6 meninos e 1 em cada 4 meninas sofrem abuso sexual antes de completarem 18 anos de idade.  
 
Profissionais que lidam com esse tipo de crime todos os dias estão realizando um dos trabalhos mais valorosos do planeta, mas esses heróis anônimos estão pagando um preço psicológico muito alto, devido ao número assustador de imagens e vídeos que precisam ser analisados a cada caso.
 
– Veja como uma parceria entre a Cellebrite, o Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas (National Center for Missing & Exploited Children – NCMEC) e o Projeto VIC estão mudando a maneira como a inteligência digital é utilizada para solucionar casos envolvendo crimes contra crianças. Assista ao webinar: “Acesso às principais provas digitais do combate a crimes contra crianças”” –
 
Em 2015, o Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas relatou que os analistas que investigam crimes contra crianças abriram cerca de 26 milhões de imagens e vídeos de abuso sexual.
 
Dado o grande volume de imagens e vídeos que precisa ser analisado, não é surpresa que 36% dos investigadores das forças da lei relataram ter passado por traumas de nível moderado a alto, devido à constante exposição a esse tipo de imagens terríveis.
 
Para ajudar a reduzir esse trauma, a Cellebrite, líder mundial em soluções para perícias digitais, desenvolveu uma tecnologia que pode ajudar a extrair, filtrar e interpretar esses dados exigindo menos envolvimento manual de pessoas.
O poderoso software de análises da Cellebrite é capaz de detectar e analisar provas de mídia digital, utilizando I.A. avançada e uma série de algoritmos de aprendizagem de máquinas, reduzindo assim o tempo dispendido pelos investigadores analisando imagens e vídeos.
 
Esses algoritmos identificam e categorizam automaticamente imagens, textos e vídeos conhecidos e desconhecidos, que podem melhorar a eficiência e a velocidade das investigações. 
 
Ao reduzir a necessidade de análises manuais de grandes volumes de mídia, essa tecnologia também pode reduzir o estresse psicológico imposta aos que precisam analisar materiais sigilosos.
 

Recursos de inteligência digital da Cellebrite – Solução para análise:

  1. Correlação e classificação automatizada de imagens
  2. Reconhecimento facial e correlação
  3. Ingestão de dados de computadores
  4. Integração com fontes de dados externas
  5. Visão holística das provas acumuladas
  6. Capacidade de colaboração com outros investigadores
Assista ao vídeo para obter mais informações sobre a solução Analytics Enterprise
 
Em complemento a esses recursos o UFED Cloud Analyzer conta com ferramentas especiais capazes de extrair dados públicos e privados, além de rastrear a internet. Veja aqui um guia passo-a-passo de como o recurso de Captura na Internet do UFED Cloud Analyzer funciona.
 
Isto pode ser muito útil para os investigadores, visto que os membros das equipes de análises poderão então executar sua análise e revelar conexões críticas entre imagens e vítimas, novamente poupando tempo e reduzindo o estresse psicológico sobre os que se incumbem de analisar esses materiais sigilosos.
 
Portanto, como nenhum software é capaz de eliminar completamente a necessidade de se fazer o exame das evidências, as soluções de inteligência digital da Cellebrite podem reduzir o tempo necessário para as investigações e reduzir drasticamente o número de imagens e vídeos que devem ser analisadas, reduzindo assim também o estresse dos investigadores de casos de abuso infantil.
 
Veja como a inteligência digital da CELLEBRITE ajuda a solucionar crimes contra crianças.
Share this post