O recurso de captura de tela de última geração da Cellebrite permite a geração de provas adequadas às perícias forenses de forma clara e fácil.

Nosso compromisso com a comunidade das forças da lei em todo o mundo é estimular o setor de perícias digitais com recursos novos e exclusivos que tornam seus processos de rotina mais fáceis e mais eficientes.

Ouvindo as necessidades de clientes preferenciais, criamos uma nova funcionalidade no UFED Physical Analyzer e no Cellebrite Reader, que pode simplificar a forma como os dados são apresentados, compartilhados e utilizados, em apenas três etapas simples.

Ao entendermos a complexidade dos processos forenses, desenvolvemos outra forma de documentar e preservar dados adequados a perícias forenses extraídos de dispositivos digitais, para assegurar ao usuário um processo de trabalho mais ágil e uma solução mais rápida dos casos. Temos o orgulho de sermos os primeiros a oferecer esta inovação à comunidade das forças da lei para fins de interrogatórios, análises de casos e apreciação de júris.

Apresentamos o recurso de captura de tela e gravação de vídeos.

John é perito forense e examina atualmente um dispositivo móvel que pertence a um suspeito de homicídio. Todas as provas digitais foram extraídas utilizando a solução UFED Ultimate da Cellebrite. Entretanto, ele encontrou uma conversa interessante no Whatsapp e diversas localizações importantes exibidas no Visualização em Mapa.

Ele precisa elaborar um relatório pericial e compartilhar as informações com o investigador-chefe, que o apresentará com prova no tribunal. Além do relatório pericial detalhado, que contém um grande volume de provas críticas, o suficiente para condenar o suspeito, há muitas informações que podem exigir muito tempo para serem analisadas.

Como o tempo não está ajudando John, devido à natureza do crime, ele opta por gravar as etapas do processo, documentando cada uma delas, para apresentar capturas de tela das provas, com o novo recurso de captura de telas e gravação de vídeos do UFED Physical Analyzer e do Cellebrite Reader.

De forma alguma isto substituirá o formato atual do relatório. Pelo contrário, permite aos jurados, juízes e promotores visualizar as provas detalhadamente e simplificar, acelerar e facilitar o processo de forma mais compreensível.

John sabia que o advogado de defesa era uma ‘celebridade’ e se dispôs a desafiar seu processo forense. Ele optou opor gravar suas etapa visualmente para evitar dúvidas no processo das perícias digitais.

A decisão do tribunal condenou o suspeito por homicídio, com base nos dados que John recuperou do dispositivo do suspeito, juntamente com os vídeos gravados com o UFED Physical Analyzer, utilizando o recurso de gravação de vídeos para registrar todo o processo forense, naturalmente associado aos excelentes esforços investigativos das forças de lei envolvidas no caso. Essas inovações realçam nosso compromisso de oferecer uma poderosa plataforma de inteligência digital em prol de um mundo mais seguro.

Assim como o perito John, você também pode produzir provas de uma maneira simples e convincente. Basta seguir estas três etapas simples e assistir a este vídeo rápido sobre ‘Como Proceder’ video.

 

1º passo:

Utilizando o controle de captura de telas, selecione uma captura de tela/vídeo e pressione o botão vermelho.

2º passo:

Marque a área e capture a tela (ou a grave o vídeo ao vivo).
Na janela de pré-visualização abaixo, você pode selecionar um nome, uma categoria e adicionar observações.

Cada visualização gerada contém metadados, incluindo o horário da gravação.

3º passo:

Acesse o assistente de relatórios e selecione as gravações que quiser incluir no relatório. O Cellebrite Reader pode apresentar esses importantes recursos visuais, que você também poderá compartilhar com outros profissionais.

Simples, fácil e intuitivo, certo? Ou que tal simples, fácil, intuitivo e visual?

A Cellebrite compreende a importância de apresentar visualmente os dados. Assim como o perito John, muitos de vocês precisarão fazer o mesmo regularmente.

Como líderes do setor, encontramos outra maneira de superar obstáculos visualmente na apuração de prova críticas em meio à escuridão dos aplicativos desconhecidos. Em breve, o UFED Physical Analyzer será o primeiro emulador forense para Android que permitirá a análise dinâmica de provas com base em imagens. Seu nome: Virtual Analyzer. Esse recurso permite a recuperação de muito mais provas de dispositivos Android, e apresentá-las em formato de relatório (captura de tela ou vídeo), de praticamente qualquer aplicativo Android, exatamente como são exibidas no dispositivo móvel. Fique alerta.

Para obter mais informações sobre o recurso de captura de tela e outros ótimos recursos do UFED Physical Analyzer 7.9, clique aqui para ler as notas de lançamento. 

Share this post